Bahia perde para Atlético Mineiro

Segundo Enderson Moreira, o time do Bahia teve uma atuação fraca diante do Atlético Mineiro, em partida válida pela 35a rodada. O jogo ocorreu no Independência.

O EC Bahia teve a faca e o queijo na mão para sair de Minas com o triunfo, já que o Atlético jogou praticamente o segundo tempo inteiro com um jogador a menos, mas não foi o que aconteceu. O único gol da partida foi marcado por Cazares.

No primeiro tempo o jogo foi movimentado. Ambos com o objetivo de firmarem-se no G-6. O Galo controlou o ritmo no primeiro tempo, levando muito perigo ao gol do Tricolor, mas o Bahia seguiu resistindo. Já no segundo tempo, o Atlético-MG partiu para cima do Bahia, mais recuado. E o gol não demorou pra sair. Logo aos seis minutos, Chará cobrou falta rápida e rolou para Cazares marcar um golaço. Logo em seguida, o Galo ficou desfalcado, Fábio Santos deixou o pé alto em uma disputa com Élber e acabou atingindo o adversário, levou o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. Por conta disso, Marcelo Oliveira tirou Ricardo Oliveira, colocou Gabriel e conseguiu organizar um time defensivamente, apesar de ter um a menos. Enderson Moreira resolveu mandar o Tricolor para cima: tirou Nilton e colocou Vinícius, tirou Ramires para a entrada de Gilberto, Allione entrou no lugar de Jackson. Edigar Junio ainda perdeu uma chance, mas as mudanças não foram o suficiente para vencer o bloqueio do Galo.

Foto: Reprodução/ Esporte Clube Bahia

Enderson Moreira reconheceu que seu time não fez um bom jogo. Ele lamentou por não ter contado com jogadores importantes, como o lateral Léo e o meia-atacante Zé Rafael, ambos foram poupados por estarem desgastados fisicamente. Porém, o treinador ressaltou que os problemas não foram táticos, mas sim técnicos.

Na entrevista, o treinador também afirmou: “Difícil falar assim sobre uma ou outra coisa. Pegamos um adversário qualificado, tentamos bloquear. Acho que tecnicamente fomos muito mal, não tem relação com questão tática. Fizemos um jogo ruim, acontece. Tivemos uma equipe diferente, não tivemos nem como treinar. O jogo de quarta exigiu demais do lado físico e emocional. Hoje não fizemos um jogo qualificado, o Atlético- MG mereceu esses três ponto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *