Bolsonaro tem um novo nome para o Ministério da Educação

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), já tem um novo nome para o Ministério da Educação, o professor Mozart Neves Ramos. De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, a oficialização deve sair no máximo até quinta-feira (22/11), quando ele tem uma conversa marcada com Bolsonaro.

A escolha de Mozart acontece após a aproximação de Viviane Senna, presidente do Instituto Senna, com o grupo de Bolsonaro. O futuro ministro é um dos nomes mais conhecidos da educação no país. É atualmente diretor do Instituto Ayrton Senna, mas o primeiro diretor executivo do Todos pela Educação e foi secretário de Educação de Pernambuco entre 2003 e 2006.

Formado em química e ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ramos esteve ao lado de Viviane em todas as reuniões feitas com o presidente eleito durante e depois da eleição. Trata-se de um nome que transita bem entre os mais conservadores e os progressistas.

Em nota, o Instituto Ayrton Senna desmentiu os rumores divulgados pela imprensa de que Mozart tenha sido convidado para comandar o Ministério da Educação no governo de Bolsonaro. No entanto, não foi descartada a possibilidade do presidente da organização assumir a pasta, visto que haverá uma reunião entre os dois nesta quinta (22).

Após apuração, descobriu-se que no encontro, o presidente eleito deve convidar oficialmente Mozart para fazer parte do quadro de ministros de seu governo. A expectativa é que a proposta seja aceita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *