Final de Libertadores repleta de confusão

Final da Libertadores é marcada por confusão, causando o adiamento do jogo além da provável  transferência de local.

Jogo de volta da Libertadores foi no estádio Monumental (ARG), casa do River Plate, neste sábado (24). Porém o jogo de fato não ocorreu e acabou sendo adiado para amanhã, domingo (25).

O adiamento da partida é devido a um ato de vandalismo causado pela torcida do River na entrada do estádio. Na ocasião, o ônibus que transportava os jogadores do Boca foi apedrejado intensamente, na rua que liga diretamente ao estádio.

Foto:Reprodução/Internet

Em vídeo que circula pela internet e que foi transmitido pelo canal SporTV, é possível perceber o desespero dos jogadores dentro do ônibus. As janelas foram quebradas e, além de pedradas foram atiradas garrafas de vidro.  Fora os jogadores, o motorista do ônibus foi atingido, forçando o vice-presidente do clube, Horacio Paollini, dirigir o resto do trecho.

Ao adentrar no estádio, foi que a delegação da Conmebol pode ter noção do que aconteceu, não apenas a delegação da Conmebol como também o próprio presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Vários jogadores ficaram feridos, entre eles, o capitão do time visitante, Pablo Pérez, que feriu-se em um dos braços e foi diagnosticado com estilhaços de vidro no olho esquerdo.

Já sobre o estádio Monumental de Núñez, saiu na imprensa argentina que a prefeitura decidiu impedir o local de receber o confronto, por conta da superlotação e também, por conta da obstrução de algumas saídas na confusão ocorrida mais cedo. Porém, em entrevista para “Tyc Sports”, Ricardo Raúl Pedace, diretor da Agência Governamental de Controle do Governo da Cidade de Buenos Aires, o River poderá regularizar a situação referente ao seu estádio. O valor não foi divulgado.

Problemas envolvendo ambos os times são recorrentes, em 2015, o Boca Juniors foi desclassificado após confusão dentro do estádio. Na ocasião um torcedor chegou a jogar gás de pimenta dentro do túnel que leva direto para o vestiário, mas além dele, outros começaram a jogar objetos contra o clube do River Plate.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *