Bolsonaro anuncia general Santos Cruz como ministro

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou nesta segunda-feira (26) o general Carlos Alberto dos Santos Cruz para a Secretaria de Governo. Uma das atribuições da pasta é cuidar da relação do Planalto com o Congresso

Santos Cruz é o quarto militar indicado por Bolsonaro para integrar seu futuro governo. Os outros militares são: general Augusto Heleno(Gabinete de Segurança Institucional), general Fernando Azevedo e Silva(Defesa) e o tenente-coronel Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia).

Santos Cruz tem participado de reuniões de Bolsonaro com embaixadores no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, sede do gabinete de transição. O general era cotado para integrar a equipe de Sérgio Moro no Ministério da Justiça, porém foi escolhido para a Secretaria de Governo.

O ministro que coordena a transição e futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou há duas semanas que a Secretaria de Governo seria incorporada pela Casa Civil. Assim, funcionariam três ministérios no Planalto: Secretaria-Geral, Gabinete de Segurança Institucional e a própria Casa Civil. Com a indicação desta segunda, quatro pastas continuarão com gabinetes no Planalto.

Nascido em Rio Grande do Sul (RS), Carlos Alberto dos Santos Cruz, é formado em Engenharia Civil e chegou ao posto de general no Exército.

O general, de 66 anos, chefiou as missões de paz da ONU no Haiti (2007 a 2009) e na República Democrática do Congo (2013 a 2015), além de ter chefiado a Secretaria Nacional de Segurança Pública durante uma parte da gestão do presidente Temer.

Santos Cruz declarou apoio a Bolsonaro durante a campanha eleitoral, mas não é ligado a partidos políticos, além de não ter ligação com a equipe do próprio Bolsonaro. Apesar de estar na reserva, ele é considerado um grande líder entre os militares da ativa e da reserva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *