Dezembro vermelho

O Brasil conseguiu diminuir o número de mortes em decorrência da doença sexualmente transmissível.

O Dia Mundial de Combate à Aids ou ao HIV é comemorado no dia 1º de dezembro, mas a importância de se cuidar é preciso ter durante todo o ano. No sábado (1º), o Projeto Viva Melhor Sabendo Salvador, do Grupo de Apoio e prevenção à Aids (Gapa), realizou uma caminhada com unidades móveis para testagem de HIV e sífilis do Porto da Barra ao Farol.

No Brasil, o tratamento é gratuito desde 1998, por tanto é muito importante que o acompanhamento médico seja feito o mais precoce possível, pois se não houver, o tratamento será mais difícil.  A boa notícia é que o Brasil conseguiu diminuir o número de mortes em decorrência da doença sexualmente transmissível. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade passou de 5,7 a cada 100 mil habitantes, em 2014, para 4,8, em 2017.

O SUS, de acordo com o Ministério da Saúde, distribuiu 12,5 milhões de exames neste ano. Em 2019, o ministério pretende viabilizar a utilização do autoteste em pelo menos 400 mil unidades de saúde nas cidades de São Paulo, Santos, Piracicaba, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte e Manaus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *