Desfile em Berlin tem protesto contra Bolsonaro

A brasileira radicada na Alemanha há cerca de 10 anos, a estilista Aline Celi, usou um desfile de sua grife na Berlin Fashion Week nesta segunda-feira (14), para incluir protestos contra o presidente Jair Bolsonaro.

Na passarela, modelos seguravam cartazes com frases emblemáticas do presidente eleito traduzidas para o inglês, dentre as quais “o erro da ditadura foi torturar e não matar” e “ela não merece ser estuprada porque é muito feia”.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, também foi alvo do protesto, lembrada pela controversa declaração de que “meninos usam azul e meninas usam rosa”. 

“Isso é para lembrar que, mesmo eu não morando no Brasil, eu faço parte dessa cultura e para mostrar que, mesmo estando do outro lado do mundo, não concordo com o que está acontecendo no Brasil”, destacou Celi, em entrevista à DW.

A estilista brasileira já é conhecida por incluir em seus desfiles crítica social e política. “Moda não é superficial, moda não é só glamour. Com moda também podemos passar uma mensagem, moda também é política, moda também é economia”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *