– 29/08/2019
– Coluna: Consciência em Foco

– Colunista: Profa. Dra. Maribel Barreto
– Tema: Consciência

FONTE DA CONSCIÊNCIA

“A Consciência é como o Nada
que está em Tudo, como um Todo”.
(Jair Tércio, 2009)

Sentimos que o Todo é uma Ordem exatamente definida e, como tal, impele o Ser Humano buscar desvendar para achar o Ser, através das experiências em todos os níveis, bem como com Ele se unificar, ou melhor, se identificar.

Para tal, Consciência em grau significativo, pois Ela representa a própria presença de Deus no Ser Humano, de maneira a possibilitá-lo encontrar aquilo que é encontrável, mas somente quando se extingue, imensuravelmente, todo tempo, distância e resistência.

E quando não há limite de tempo, não há distância, nem mesmo nenhum tipo de resistência, no vasto Campo Universal, o Ser Humano não apenas sentirá o desejo de atingir o ponto mais alto da ciência e da perfeição, mas conseguirá fazê-lo, muito brevemente.

Entretanto, para lá chegar, é necessário a análise, a Consciência das coisas; é necessária a análise para poder concluir e afirmar, com plena confiança, convicção e certeza, que tudo aquilo que está fazendo é feito porque ele sabe fazer; e para saber tudo aquilo que fez foi indispensável que analisasse tudo aquilo que aprendeu, tal como impulsiona a Consciência, esta que atrai o que vai adiante.

A Consciência nos revela, desta forma, que o Ser Humano nasceu para buscar e religar-se à sua origem transcendente, que está no nosso interior, que é tudo.  E, neste sentido, tem o dever moral de viver voluntariamente evangelizando-se, moralizando-se, enfim, espiritualizando-se, pois tudo tem uma razão de existir, ainda que desconhecida, intangível ou transcendental.

Assim sendo, podemos destacar a afirmação de Frankl (2005, p. 40) de que “a Consciência é a voz da transcendência e, por isso, ela mesma é transcendente”. Porquanto, o Ser Humano nasceu para buscar sua origem transcendente; e Deus abençoa aqueles que já se conscientizaram disto.

Neste sentido, é da Consciência nos capacitar a viver além do nível conhecido, mundano, profano; bem como viver sentindo, pensando e agindo em termos de uma dimensão transcendente.

E para penetrar nesta dimensão, sugere-se a prática de uma Ciência de Iluminação, a saber, reflexão, concentração, meditação, vibração, percepção, contemplação e exaltação, que favorece ao Ser Humano se preparar para conversar com Deus, abrindo a porta que o leva à verdadeira fonte imorredoura.

Dito isto fica fácil compreender que Deus é e está em todas as partes; é santificado em nós, que somos o seu maior reino; e onde é feita a vontade dele, tanto no que está acima, quanto no que está embaixo.

Por fim, cada um deve fazer a sua parte para que o Todo se manifeste em cada um de nós, através de nós e além de nós. E, enquanto Seres Conscientes, que possamos fazer sempre mais, em prol da causa maior, que é a felicidade da humanidade, a partir desta fonte que somos, em total Identidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *