Turismo cresce em Salvador

O presidente do Conselho Baiano de Turismo (CBTur), Roberto Duran,  aponta que mesmo com a recente crise hoteleira, o turismo em Salvador está crescendo nos últimos meses, principalmente por conta da requalificação do Centro Histórico e a criação de novos ambientes para hospedagem.

Embora ainda não tenha fechado o balanço deste ano, o presidente estima que o setor cresceu cerca de 13% em relação a 2017, sem que no ano passado o crescimento foi de 10%.

Segundo o empresário, as ações realizadas no centro de Salvador “atualizaram o turismo da cidade para o século 21”, expandindo o público-alvo, com turistas de diferentes locais e poderes aquisitivos.

“O Centro é um dos sete pontos mais importantes da cidade. Inegavelmente, é nosso grande referencial histórico. Com a requalificação, é atraído para o centro um novo perfil turístico. O perfil de um turista com um poder aquisitio maior. Toda grande cidade precisa ter produtos para todos os bolsos. Tem que ter desde um albergue a um hotel de seis estrelas. É preciso atender também ao público mais exigente”, avalia Duran.

O Centro Histórico possui dois grandes hotéis, a poucos metros do Elevador Lacerda, Pelourinho e a Praça Castro Alves, que são uns dos principais pontos turísticos da cidade. Com uma arquitetura da década de 1930, os dois hotéis têm um total de 151 quartos.

Um eles é o Fera Palace Hotel, inaugurado em 2017, no mesmo prédio onde funcionava o Palace Hotel que foi fechado por 12 anos, localizado na primeira rua do Brasil, a Rua Chile.

Segundo o presidente do grupo, Antonio Mazzafera, a proposta foi “resgatar o glamour e o charme do local sob um olhar atual e contemporâneo, preservando as características do passado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *